Metodologia

Florestas & Finanças avalia os financiamentos recebidos por mais de 300 empresas diretamente envolvidas nas cadeias de abastecimento de carne bovina, soja, óleo de palma, celulose e papel, borracha e madeira, cujas operações podem impactar florestas tropicais naturais e as comunidades que dependem delas no Sudeste Asiático, África Central e Ocidental e em partes da América do Sul.

Banker running away with money

Bancos de dados financeiros da Bloomberg, Refinitiv (anteriormente conhecida como Thomson EIKON), TradeFinanceAnalytics e IJGlobal, relatórios (anual, provisório, trimestral) e outras publicações das empresas e protocolos de registros e notícias na mídia e relatórios de analistas foram usados para identificar financiamentos fornecidos às empresas selecionadas para o período 2013-2020 (abril). Os investimentos em títulos e ações das empresas selecionadas foram identificados por meio da Refinitiv, Thomson EMAXX e Bloomberg na data de depósito mais recente disponível, em abril de 2021.

O portal Transparência do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) e o portal do Banco Central do Brasil foram usados para identificar fluxos financeiros adicionais para empresas com risco de desmatamento no Brasil.

Esta pesquisa fornece um conjunto de dados no nível do negócio de relacionamentos específicos entre as empresas selecionadas e qualquer instituição financeira vinculada. Das mais de 300 empresas pesquisadas, apenas 230 possuíam financiamentos identificáveis onde o financiador, o valor do financiamento e a data de início eram conhecidos dentro do período de estudo.

As empresas com atividades de negócios fora do setor de risco de desmatamento registraram valores reduzidos para apresentar com mais precisão a proporção de financiamento que pode ser razoavelmente atribuída a elas em relação às operações do setor de risco de desmatamento (veja Fatores de Ajustamento). Quando as informações financeiras disponíveis não especificavam a finalidade do investimento ou da divisão de recebimento dentro do grupo da matriz, os fatores de redução foram calculados individualmente pela comparação das atividades do setor de risco de desmatamento de uma empresa em relação às atividades totais do grupo da matriz. Ajustadores adicionais foram calculados para empresas que operam em várias áreas geográficas dentro do escopo desta pesquisa.

Avaliações de política

O objetivo da metodologia de avaliação de políticas da Florestas & Finanças é avaliar a qualidade e robustez das políticas de financiamento e investimento que as instituições financeiras adotaram para evitar se envolver ou contribuir para o desmatamento e questões ambientais, sociais e de governança relacionadas. Os 35 critérios de avaliação incluídos na Metodologia de Avaliação de Políticas da F&F são baseados em acordos e convenções internacionais (principalmente de órgãos vinculados às Nações Unidas, como a OIT e o PNUMA) e as melhores práticas da comunidade empresarial global e do setor financeiro com respeito às commodities de risco florestal. Para cada critério é montada uma tabela de classificação em que 10 pontos são concedidos se a instituição financeira se comprometer inequivocamente com os critérios e os aplicar à empresa e seus fornecedores, e 8.5 pontos são concedidos se a instituição financeira se comprometer apenas parcialmente com os critérios, muitas vezes porque o critério não se aplica aos fornecedores da empresa. As pontuações de todos os 35 critérios são somadas e depois normalizadas em uma escala de 0 a 10.

As pontuações são atribuídas separadamente para cada setor de risco de desmatamento na qual o banco ou investidor está envolvido por meio de seus financiamentos e/ou investimentos. Cada banco ou investidor obtém até seis pontuações para os diferentes setores (carne bovina, óleo de palma, celulose e papel, borracha, soja e madeira), mais uma pontuação geral. Esta pontuação geral é calculada usando os dados de financiamento e investimento na base de dados Florestas & Finanças (cobrindo o período de janeiro de 2016 a junho de 2020). Com base no total de financiamentos e investimentos encontrados para uma determinada instituição financeira, são calculados os percentuais que vão para cada mercadoria. Essas porcentagens são combinadas com as pontuações das políticas para cada mercadoria, para calcular a pontuação geral para a instituição financeira.

Os dados e avaliações apresentados neste site não foram fornecidos ou autorizados por nenhuma das instituições financeiras ou respectivos clientes. Embora diversas tentativas tenham sido feitas para pesquisar e apresentar dados e avaliações de forma precisa e objetiva, é difícil garantir a precisão total. Isso se deve principalmente à falta de consistência e transparência em como as instituições financeiras e clientes do setor de risco de desmatamento registram as principais informações financeiras e empresariais. Onde houver ambiguidade nas informações de origem dos serviços financeiros, os autores deste site agiram com cautela, resultando em uma provável subestimação dos verdadeiros valores de financiamento envolvidos. Os autores estão empenhados em corrigir quaisquer erros identificados o mais rápido possível.

Cronograma de atualizações do banco de dados e avaliações da política bancária:

Setembro de 2016: Lançada a primeira versão de avaliações de políticas bancárias e banco de dados, avaliando serviços financeiros fornecidos a 50 empresas para suas atividades de produção e processamento primário do setor de risco de desmatamento.

Junho de 2017: Banco de dados expandido para cobrir mais de 180 empresas. Metodologia revisada para cobrir toda a cadeia de suprimentos do setor de risco de desmatamento, incluindo comércio e manufatura

Dezembro de 2018: Banco de dados atualizado e expandido para cobrir mais de 190 empresas. Avaliações de políticas bancárias concluídas para mais de 30 bancos com critérios de avaliação Ambiental, Social e de Governança (ASG) atualizados.

Novembro de 2019: Conjunto de dados atualizado com informações de financiamento para mais de 100 empresas até agosto de 2019.

Setembro de 2020: Conjunto de dados atualizado e expandido para cobrir não apenas o Sudeste Asiático, mas também a África Central e Ocidental e o Brasil. O novo conjunto de dados inclui dois setores adicionais: carne bovina e soja, e agora cobre mais de 300 das maiores empresas de commodities de risco de desmatamento.

Junho de 2021: Atualização e expansão da avaliação das políticas, que agora abrange 50 das maiores instituições financeiras que financiam empresas de commodities de risco de desmatamento no Sudeste Asiático, mas também na África Central e no Brazil. Os dados de títulos e participações também foram atualizados para refletir as participações em abril de 2021. Além disso, a Alicorp e a Nutresa foram adicionadas para as operações de soja e carne bovina, respectivamente. Para Cargill e Minerva, o escopo da carne bovina foi expandido para fora do Brasil, para Argentina, Colômbia e Paraguai. Para todas as traders, o escopo da soja se expandiu para a Argentina e a Bolívia.

Setembro de 2021: O conjunto de dados foi atualizado com informações de crédito até setembro de 2021, e dados de investimentos até junho de 2021. Além disso, 150 novas avaliações de políticas foram adicionadas.

Qual é a diferença entre Florestas & Finanças e outras ferramentas?

  • Os “Red Lines” do Environmental Paper Network?

    A avaliação do “Red Lines” é global, enquanto a avaliação da Forests & Finance se concentra em empresas que operam no Sudeste Asiático; A avaliação do “Red Lines” está focada na indústria de papel e celulose, enquanto a Forests & Finance cobre quatro commodities com risco de desmatamento (óleo de palma, papel e celulose, madeira e borracha); e a avaliação da “Red Lines” não dá aos bancos uma pontuação por suas políticas, mas a Forests & Finance sim. 

  • O Forest 500?

    A avaliação de política da Forests & Finance tem critérios mais detalhados relacionados ao desmatamento e à proteção dos direitos humanos, direitos trabalhistas e direitos dos povos tradicionais. O Forest 500 apresenta critérios mais detalhados sobre o escopo das políticas, sua implementação no nível de instituições financeiras e seus relatórios.

  • O Guia dos Bancos Responsáveis?

    O Guia dos Bancos Responsáveis (Fair Finance Guide em Inglês) cobre apenas instituições financeiras em 14 países. Isso inclui Indonésia, Brasil e Japão, mas não inclui Malásia, China ou os EUA – países cujos bancos desempenham um grande papel no financiamento de commodities com risco de desmatamento. A metodologia da Forests & Finance é baseada na metodologia do Fair Finance Guide, mas é mais exigente na pontuação. A Forests & Finance também tem critérios mais detalhados sobre proteção da biodiversidade, proteção do trabalho, respeito às convenções internacionais e estruturas tributárias. O Fair Finance Guide inclui um requisito para a certificação FSC, e a Forests & Finance requer “certificação crível”. O Fair Finance Guide tem critérios mais detalhados sobre relatórios e políticas de cadeia de custódia que as empresas devem implementar.

  • O Trase Finance

    Público

    A Trase Finance é voltada para o setor financeiro público, fornecendo análise de risco, avaliações de portfólio e mapeamento da cadeia de suprimentos. Florestas & Finanças é voltado para organizações da sociedade civil e jornalistas, fornecendo um banco de dados totalmente pesquisável e links rápidos para estudos de caso, relatórios e artigos sobre os impactos ESG das empresas e financiers.

    Escopo

    A Trase Finance cobre carne e soja brasileira e óleo de palma da Indonésia. Florestas & Finanças cobre carne, soja, óleo de palma, celulose e papel, madeira e borracha, no Sudeste Asiático, em vários países da América do Sul e na África Central e Ocidental.

    Data

    Trase Finance lista apenas títulos e empréstimos abertos, não ajusta o financiamento por setor nem por região, atualiza dados de patrimônio a cada 3 meses, e tem menos dados sobre empréstimos e subscrições do que Florestas & Finanças. Florestas & Finanças lista todos os empréstimos, serviços de subscrição de emissões, títulos e participações para as quais foi apurada informação, ajusta os valores por setor e região, para fornecer uma visão mais precisa dos fluxos financeiros, e atualiza os dados uma vez por ano. Trase Finance usa as pontuações das políticas de Forest 500. Ainda que a avaliação do Forest 500 inlcua inclui critérios sobre a consulta livre, prévia e informada, e direitos trabalhistas, o foco da Trase.Finance é o desmatamento. Florestas & Finanças tem sua própria avaliação de política, que embora semelhante, tem mais granularidade nas questões florestais e de direitos humanos.

    Hierarquia legal e rede corporativa

    Trase Finance fornece estruturas de propriedade, bem como mapas do redes corporativas, que podem ser filtradas pelo risco de desmatamento.

  • De bancos de dados financeiros

    Os dados no site Forests & Finance são em grande parte provenientes de bancos de dados financeiros como Refinitiv (anteriormente conhecido como Thomson EIKON), Bloomberg IJGlobal, TradeFinanceAnalytics. No entanto, os valores no site de florestas e finanças são ajustados por setor e por região. Os valores para empresas com atividades comerciais fora do setor de risco florestal foram reduzidos para apresentar com mais precisão a proporção do financiamento que pode ser razoavelmente atribuída às operações do setor de risco florestal da empresa selecionada. Os valores para empresas com operações em várias regiões também foram reduzidos para apresentar com mais precisão a proporção de financiamento que pode ser razoavelmente atribuída às operações do setor de risco florestal da empresa selecionada em uma região específica (consulte Ajustadores).